Suécia

Stockholm

A Suécia é um país escandinavo considerado o terceiro maior país da União Europeia, com milhares de ilhas costeiras e lagos interiores. A maior parte da população está concentrada a Sul. A Norte abundam as renas, auroras boreais e fenómenos naturais encantadores. País de contrastes, com uma paisagem diversificada, a Suécia tem como capital Estocolmo, uma cidade construída sobre 14 ilhas, no local onde o Lago Mälaren desemboca no Báltico

Dividida em várias zonas, Estocolmo está repleta de importantes monumentos e também de extensos espaços verdes. Na parte mais antiga da cidade proliferam as ruas estreitas, as galerias de arte e os conventos. A Praça Stortorget, com a Stockholm Fondbörs (onde se reúne a Academia Sueca que nomeia os Prémios Nobel), a Igreja Maior, a Catedral Gótica, o Palácio Real Kungliga Slottet, ou o Parlamento, são alguns dos pontos importantes nesta zona. Na parte mais moderna, destaca-se a Casa da Cultura, o Teatro Dramático Real, o Museu Moderno ou o Parque Kungsträdgården. Na região conhecida como Kungsholmen, há para visitar a Câmara e o Palácio de Ulriksdal. O Museu Vasa, o Parque Gröna Lund ou a Kaknästornet, edifício mais alto da Escandinávia, marcam a zona Djurgården. O Museu de História, o Mirante de Katarinahissen (fechado temporariamente), o extraordinário Complexo Real de Drottningholm ou o Cemitério Skogskyrkogården (ambos Património da UNESCO) são outros locais de interesse na cidade, que tem nos arredores importantes pontos de visita, como o Arquipélago Skärgården, com 24 000 ilhas, o Castelo Skokloster ou a Catedral de Uppsala. A partir de Estocolmo pode aceder-se à maior das ilhas do país, Gotland, a pérola do Báltico, um lugar exótico de lendas milenares e múltiplos vestígios históricos. A única cidade da ilha, Visby, é considerada Património da UNESCO. Conhecida como cidade das rosas, Visby está rodeada de muralhas e vários edifícios que mostram a sua importância comercial no passado. Nesta ilha, há que visitar ainda as praias com fósseis e as famosas Grutas de Lummelunda. 

Voltando ao continente, e começando pelo Sul, há a destacar a Rota dos Cristais, na região de Småland, onde se podem conhecer fábricas de cristais, e Kalmar onde se encontra o Museu do Barco Real Kronan. A Sul fica também a segunda maior das ilhas, Öland, unida ao continente por uma ponte de 6 km. Para além de uma Fortaleza, encontramos várias praias de areia fina e uma bela Paisagem Agrícola, classificada como Património da UNESCO. Ainda no Sul, Karlskrona é mais uma cidade importante, com o seu Porto Naval, classificado pela UNESCO. Kristianstad, Simrishamn, Kåseberga e os lagos de Bäckaskog são outros locais a destacar, com paisagens magníficas e diversos vestígios vikings. Já na costa Este, o destaque vai para a terceira cidade do país, Malmö, onde encontramos o Castelo, a Igreja de St. Petri, o famoso bairro antigo, a Praça do Mercado e o edifício da Câmara. Em perfeito contraste na cidade, está o Edifício Turning Torso, desenhado pelo arquiteto Santiago Calatrava. Além de Malmo, mais alguns locais importantes no mapa sueco: Lund, a cidade fortificada de Landskrona, Helsingborg, Båstad, e Halmstad, uma zona pitoresca com belas praias. Subindo no mapa, chegamos à segunda maior cidade, Gotemburgo, uma bela metrópole onde se pode chegar nos barcos a vapor, que percorrem os seus canais. O Museu de Arte, as muitas igrejas, o Edifício Kronhuset ou a Câmara são pontos de referência na cidade. Rochosa e acidentada, esta zona de costa onde se situa Gotemburgo, reserva para si a chamada Riviera Sueca, com belas praias muito frequentadas pelos turistas. Já no Centro do país, há que mencionar o belo Canal de Göta, 190 km de rio, lagos e canais que ligam Estocolmo e Gotemburgo. Com 6000 lagos, o Centro da Suécia é uma das zonas mais pitorescas, com edifícios antigos sobretudo construídos em madeira. Os Bosques de Nusnäs, as minas de cobre de Falun (Património da UNESCO) ou o Porto de Gävle, no Golfo de Bótnia, que também acolhe as 5600 ilhas da Costa Alta e do Arquipélago Finlandês de Kvarken (Património da UNESCO) são outras atrações da zona Central do país. Chegando ao Norte, muda o clima, muda a paisagem. A província da Lapónia, com belas paisagens naturais, alberga a famosa Área da Lapónia, classificada pela UNESCO, com 95% de área protegida. A Lapónia é ainda famosa pela figura do Pai Natal e pelo Museu Ájtte em Jokkmokk, com vestígios do povo Sámi. Entre os vários povoados interessantes nesta zona da Suécia, destaca-se a aldeia paroquial melhor preservada da Escandinávia, Gammelstad (UNESCO), situada a 10 km Noroeste de Luleå

Quem quiser percorrer o país de lés-a-lés deve ainda passar por Birka e Hovgården, na Ilha Adelsö, Hälsingland, Tanum (com uma zona vasta de pinturas rupestres), as Forjas de Engelsberg, ou a Estação de Rádio Varberg perto de  Grimeton, todos estes locais são UNESCO. Com muito para ver e conhecer num país vasto, de contrastes, mas, sem dúvida, de enorme beleza e com uma qualidade de vida invejável.

Ver Europa

Bandeira Suécia
  • Suécia (SWE)
  • Capital: Estocolmo
  • Região: Europe (Northern Europe)
  • Fuso Horário: +01:00
  • Denominação: Swedish
  • Area: 450 295 km2
  • Fronteira com:
    FIN, NOR
  • População: 9 894 888
  • Lingua: Swedish
  • Moeda: Swedish krona
  • Internet: .se
  • Telefone: +46