Polónia

Apesar de fustigado pelos grandes conflitos que tiveram a Europa como palco, a Polónia é um país encantador, que mistura a elegância de cidades cheias de vida e de arte e paisagens naturais únicas. O 34º maior país mais populoso do mundo é atravessado por grandes rios, conta com perto de 10 mil lagos e zonas de florestas vastas. As Montanhas Tatra são o ponto mais elevado do território, que conta com 19 Parques Nacionais, 90 Parques Naturais e cerca de mil reservas naturais, o que atesta a diversidade e riqueza da fauna e flora do país.
Varsóvia é a capital do país, sendo o seu centro histórico Património Mundial. Apesar de destruída depois da II Guerra Mundial, a cidade foi reconstruida pelos seus habitantes e é hoje uma cidade de enorme beleza. O Castelo, a Torre da Cidade, a Cúria Maior e Menor, as muralhas, as Igrejas de Santa Cruz, de Santo Agostinho e de São Martim, a Cidadela, o Monumento aos Soldados, bem como os muitos museus (como o da Literatura ou o Marie Curie) e os palácios (Borch e Branicki) são alguns dos mais atrativos pontos turísticos da cidade. Nos arredores, encontramos Zelazowa Wola, cidade berço de Chopin, Lowicz, cidade conhecida pelo folclore, e a Arcádia, com um palácio e um parque. 
Entre Varsóvia e Cracóvia, mais uma cidade classificada pela UNESCO, encontra-se Lublin, com um ambiente cultural bem animado. A Praça do Mercado, a Igreja da Conversão de São Paulo ou a Câmara são locais de interesse na cidade. Museus e um famoso balneário podem ser apreciados em Naleczow, enquanto que em Zamosc se podem apreciar belos edifícios em que se misturam diferentes estilos arquitetónicos. Também esta cidade é Património da Humanidade.
Chegados a Cracóvia, nas margens do Vístula, mais uma paisagem classificada pela UNESCO. As galerias de arte, os museus, os palácios, a Torre da Câmara, as Igrejas de Santa Bárbara ou a de Assunção, a Basílica de Santo André, o Palácio Wielopolski ou o Popiel são bilhetes-postais desta cidade do Sul do país, que pode ser vislumbrada da colina de Wawel, onde se localiza a Catedral de São Venceslau. Não muito longe, deparamo-nos com a ?cidade do sal?, Wieliazka, cenário de galerias com cerca de 300 kms, onde estão esculpidas inúmeras estátuas em sal.
Começando a subir no território, aparece a estância de esqui de Za Kopane, com o famoso Museu dos Tatras, a pitoresca cidade de Czestochowa, onde se destaca a Basílica de Santa Cruz, a Câmara e a Praça do Mercado. Wroclaw, a Ocidente do território, é um importante centro artístico, cultural e industrial. O Hall do Centenário, construído para celebrar os 100 anos da Batalha das Nações, é um dos monumentosa principais da cidade e considerado Património Mundial. A Câmara Municipal, o Museu de História, o Mosteiro das Ursulinas, o Parque Adarna Mickiewicza ou a Igreja de Santa Madalena são outros locais imperdíveis nesta cidade.
Mais a Norte ainda apresenta-se Poznan, uma cidade jovem e cheia de motivos para uma visita. O Museu Histórico, a Fonte Proserpina, o Palácio Dzialynski, a Báscula da cidade, a Igreja Farny, a Igreja das Carmelitas Descalças ou o Parque Kasprzaca são apenas exemplos. Nas proximidades de Poznan, o destaque vai para o Parque Nacional da Grande Polónia, as termas da cidade de Griezno, a histórica cidade de Torun, terra natal de Copérnico e Património Mundial da Humanidade, e Malbork, que alberga um castelo do século XIII, também considerado Património Mundial.
Já no Norte, na costa da Polónia, Gdansk é a cidade de maior relevo, detendo o maior porto do país. Rodeado de belas colinas, este é um local de grande beleza, eleito por muitos turistas. O Museu Marítimo, a Fonte de Neptuno, a Igreja de Santa Brígida e as Torres da Lanterna, da Grande Porta, das Muralhas e de São Jacinto são importantes pontos turísticos da cidade portuária. A Ilha de Granjeiros e a de Chumbo são pequenos territórios também bem conhecidos dos visitantes da Polónia. O mesmo acontece com as cidades de Plock e de Szczecin.
Apesar da paz que hoje vive, a Polónia não apaga as marcas de um passado negro, sobretudo durante as invasões da II Guerra Mundial. Os campos de concentração de Auschwitz Birkenau, no Sul do país, não deixa esquecer todos os que perderam a vida durante o Holocausto. Anne Frank foi uma das mais famosas vítimas deste campo, também classificado pela UNESCO.
História, Natureza e desenvolvimento urbano aliam-se de forma quase perfeita na Polónia, um país à entrada do Leste Europeu com uma importância história ímpar, que é, sem dúvida, um belo destino para conhecer, em qualquer altura do ano.

QRCode: Polónia



Área: 312.679 km²

População: 38.441.588

Capital: Varsóvia (1.708.491)

Per capita (US$): 20.334

Língua: Polaco

Religião: Cristianismo