Moldávia

A Moldávia (1991) é um pequeno país da Europa de Leste que ainda se mantém na cauda da Europa no que toca ao desenvolvimento económico, em parte devido aos conflitos que tem vindo a sofrer, não apenas antes do desmembramento da União Soviética, mas também depois disso, sobretudo pelas reivindicações independentistas de duas regiões: Transnístria e Gazaúzia.
Vivendo sobretudo da atividade agrícola, a produção vinícola é, em simultâneo, importante para a economia e para o turismo. As muitas adegas do país são visitadas pelos turistas, sendo a de Cricova o ponto turístico de maior importância no território. Trata-se de um conjunto de adegas, com cerca de 120 kms. Além desta, são ainda de destacar as de Purcari, Romanesti e Cojusne.
A par do turismo rural e vinícola, também o cultural é beneficiado pelo vasto conjunto de monumentos, de diferentes estilos arquitetónicos, que as principais cidades do país albergam. Chisinau é a capital do país, que se situa entre a Roménia e a Ucrânia. Uma das mais verdes cidades da Europa, Chisinau localiza-se junto do Rio Bîc e é cercada por uma terra bem fértil. A Catedral, o Museu Arqueológico, a Estação Ferroviária, o Parque Central, a Alameda dos Clássicos, a Estátua de Stefan cel Mare, o Teatro de ?Mihai Eminescu?, as Portas da Cidade, a Câmara ou o Arco Triunfal são alguns atrativos da capital.
Bem a Norte, encontramos a chamada ?Capital do Norte?, Balti, o centro cultural e industrial da região. A água abunda na cidade, que é ladeada pelo Rio Rault e por quatro lagos. O Teatro Vasile Alecsandri, a Igreja de São Nicolau, a Catedral de São Constantino e Santa Helena, a Igreja de São Pedro e São Paulo, a Igreja da Natividade, o Palácio Matrimonial, o Monumento aos soldados mortos no Afeganistão e o Monumento a Taras Shevchenko são as atrações centrais desta cidade do Norte.
No extremo Leste, destacam-se mais duas cidades, já dentro da região que se autoproclamou independente, a Transnístria: Tiraspol e Bender. Em Tiraspol pode visitar-se a imponente Catedral de Shvchenko, o Teatro, a Estátua a Alexander Suvorov e o Monumento com um tanque de guerra, a lembrar o conflito com a União Soviética. Já em Bender, merece uma visita a Fortaleza junto ao Rio Dniester, o Cemitério Militar, a Estação Ferroviária, assim como os diversos monumentos que não deixam cair os conflitos armados em esquecimento.
País sem saída para o Mar, a Moldávia vive sobretudo das suas vinhas muito produtivas e apreciadas pelos turistas e da sua História que, apesar de dolorosa para a população, está patente nos muitos monumentos das diferentes cidades. País de muitos mosteiros, de igrejas antigas e capelas, a Moldávia, sobretudo a capital, tem já grandes marcas da modernidade também para se apreciar. Largas avenidas e prédios bem altos começam a mudar o rosto do país.

QRCode: Moldávia



Área: 33.844 km²

População: 4.128.047

Capital: Chisinau (667.700)

Per capita (US$): 2.962

Língua: Moldava, Romeno

Religião: Cristianismo (Ortodoxo)