Luxemburgo

O único grão-ducado ainda existente é um pequeno país, delimitado pela França, pela Alemanha e pela Bélgica. O Luxemburgo, sede de alguns edifícios comunitários, apesar de pequeno, tem mais que motivos para uma visita. Com menos de meio milhão de habitantes, o país tem um grande passado histórico e uma vida cultural bem dinâmica. O facto de ter sido a primeira a ser Capital Europeia da Cultura duas vezes é disso prova.
Dividido em duas partes: a ?Oesling? (a Norte), localizada nas Ardenas, e a ?Gutland?, que ocupa dois terços do território, o país divide-se ainda em três distritos: Diekirch (no Norte), Grevenmacher (a Este) e Luxemburgo (mais a Oeste). A Cidade do Luxemburgo é a capital do país e a que centra a maior parte da população. O centro histórico da cidade está classificado pela UNESCO como Património Mundial da Humanidade, sobretudo pela importância das suas fortificações.
Cidade europeia de relevo durante vários séculos, o Luxemburgo estava protegido por três muralhas e ainda nove fortes cavados na rocha. Hoje restam apenas 10% dessas fortificações, mas continuam a lembrar o passado histórico da cidade e do país e a deslumbrar os turistas. Além das fortificações, a cidade tem para oferecer vários espaços verdes (não fosse este o país chamado de ?coração verde da Europa?) e vários monumentos e praças importantes, dos quais se destacam a Praça d?Armas, a da Constituição, a Cidadela do Santo Espírito, a Igreja de São Miguel, a Catedral de Notre Dame, o Palácio Ducal, o bairro Grund ou os famosos ?casemates?, túneis e corredores subterrâneos onde a população de protegeu durante a II Grande Guerra. Ainda nas proximidades da pitoresca capital, é imperdível o Vale de Moselle, onde se pode fazer a rota dos vinhos e degustar os melhores que se produzem em território luxemburguês. 
No Centro do país, destacam-se sobretudo as belas paisagens, onde as atividades ao ar livre são uma opção sempre viável. Echternach, palco de vários eventos culturais, tem ainda para oferecer a bonita Abadia de Benedictintemn. Já no lugar chamado de ?Pequena Suíça?, destaca-se o famoso povoado de Vianden, onde se refugiou Víctor Hugo. Pitoresco, este local é ainda casa da maior central elétrica da Europa, a de Barrage. O Castelo Boursheid e o Museu Militar são os atrativos principais de Diekirch. Já Ettelbruk distingue-se essencialmente pelas montanhas, bosques e ótimos sítios para pescar.
A Norte, a região menos povoada, os castelos abrilhantam a paisagem verde. Em Each-Sur-Sure, é no alto de uma colina que se encontram as ruínas de um deles. Em Wiltz, o povoado mais importante da zona, há mais um castelo para conhecer e, por fim, em Clervaux, numa ladeira das Ardenas, há mais um castelo, este com duas particularidades: o facto de ser da época das Cruzadas e de guardar uma coleção de pequenos castelos famosos em argila.
Museus sobre a História do país, praças pitorescas e imensos locais verdes fazem deste pequeno território um belo ponto de paragem no coração do continente europeu. Rico e em desenvolvimento, o Luxemburgo é ainda um país com uma mistura cultural importante, fruto da emigração. Realce-se que 16% da população é portuguesa ou de descendência lusa.

QRCode: Luxemburgo



Área: 2.586 km²

População: 505.500

Capital: Cidade do Luxemburgo (100.000)

Per capita (US$): 80.431

Língua: Alemão, Francês e Luxemburguês

Religião: Cristianismo, Judaísmo e Islamismo