Chipre

O Chipre (1960) é uma ilha situada no Mar Mediterrâneo, a Sul da Turquia e a Oeste da Síria e do Líbano. O seu nome deriva da palavra grega Kypros (Cobre). Antiga colónia britânica, a ilha está dividida entre a República Turca do Chipre e a Comunidade Cipriota Grega do Chipre, que é parte integrante da União Europeia. A sua capital, Nicósia, reflete esta mesma divisão. Embora pequena, a cidade tem muito para oferecer aos visitantes. A Praça da Liberdade é um bom ponto de partida para conhecer Nicósia, que se pode percorrer a pé. Na zona antiga, destaque para a muralha, o bairro Laiki Yitonía, o Museu de Arte Popular, o de Arte Bizantina e a Catedral de São João. Na zona mais moderna aglomeram-se os hotéis, os centros comerciais, mas também o Palácio Presidencial e vários espaços verdes.
A capital é apenas o início de uma viagem que pode ser deliciosa, dada a mistura cultura que a ilha revela. Geograficamente, o Chipre pertence à Ásia, embora cultural e historicamente seja um misto de elementos europeus, asiáticos e até africanos. Terra de mitos e lendas, o Chipre é considerado local de nascimento da Deusa Afrodite. As marcas mitológicas relativas à deusa estão dispersas pelo território, destacando-se, por exemplo, em Paphos, cidade Património da Humanidade. É nesta cidade portuária que se encontram os Jardins de Afrodite, o local do seu nascimento, bem como um forte, um anfiteatro e quatro edifícios cheios de mosaicos mitológicos: as casas Dionísio, Teseu e Aion e a Vila de Theseus.
A morfologia e a paisagem da ilha são muito variadas, oscilando entre as montanhas imponentes (Pentadáktilos, a Norte, e Troodos, a Sul) e as praias de areias finas e águas cristalinas. Na região montanhosa de Troodos é imperdível uma visita às igrejas bizantinas, adornadas com fascinantes frescos e ao Mosteiro de Kikkos, que figuram na lista da UNESCO. Os monumentos religiosos são, aliás, mais um trunfo do país, que tem visto a atividade turística aumentar em grande escala.
Parte do sucesso turístico deve-se às belas e tranquilas praias, das quais destacamos a Baía de Protaras e a de Agia Napa, na cidade homónima, as Baías Lara e Coral ou as Praias Governors, Nissi ou Makcroniss. Praias encantadoras preenchem ainda a paisagem da segunda cidade do país, Limassol. Com uma vida noturna agitada, a cidade tem sido alvo da escolha de milhares de turistas. Também Lanarka está no roteiro dos visitantes do Chipre, seja pelas praias, pelo belo Passeio das Palmeiras ou pelo castelo e pelas várias igrejas. Não muito longe de Lanarka encontra-se Choirokoitia, um dos sítios neolíticos mais importantes do Mediterrâneo Oriental. As escavações já efetuadas têm sido preciosas para desvendar segredos sobre a evolução da vida humana nesta que é uma das maiores ilhas do mediterrânicas.
Para além da importância arqueológica e histórica, do clima quente, da sua gastronomia e bons vinhos e das igrejas recheadas de frescos bizantinos, o Chipre surpreende-nos pelas paisagens intocáveis no seu interior e pela hospitalidade da população, de sorriso sempre aberto aos turistas.

Ver postfotos e livro.

QRCode: Chipre



Área: 9.251 km²

População: 788.457

Capital: Nicósia (309.393)

Per capita (US$): 31.522

Língua: Grego e Turco

Religião: Cristianismo