Micronésia

São 2900 kms de uma beleza natural ainda pouco explorada. Os Estados Federais da Micronésia (1986) são compostos por 607 ilhas, divididas essencialmente por quatro grupos: Chuuk, Kosrae, Yap e Pohnpei. Existem mais dois grupos que, embora dentro destes estados, são linguística e culturalmente associados à Polinésia, Nukuoro e Kapingamaranji.

Com uma forte ligação aos Estados Unidos, com quem têm um contrato de Livre Associação, este conjunto de estados tem na pesca do atum e no turismo as duas principais atividades económicas. Ainda que com grande potencial, a atividade turística está ainda muito aquém do expectável. Apesar de cada grupo ter um aeroporto, as infraestruturas de apoio são escassas, o que faz dos Estados Federais da Micronésia um paraíso deserto e quase intocado.

Yap é o grupo mais ocidental e integra o 4º maior atol do mundo, o Ulithi, com 540 km². A beleza natural intacta, com belas baías e recifes de coral, é o maior cartão-de-visita deste grupo. Mais a Leste, encontra-se Kosrae, denominada de "ilha perdida", que conta com 2 mil habitantes e duas unidades hoteleiras, prontas a receber os turistas que procuram conhecer as pitorescas tradicionais do Pacífico. Com um turismo mais dinâmico está Pohnpei, onde se encontra a capital, Palikir. 

Com edifícios onde está bem patente a arquitetura tradicional da Micronésia, Palikir foi projetada pelos Estados Unidos para ser o centro governativo do país. É também neste grupo que encontramos Kolonia, a cidade mais populosa, e ainda um grupo de ilhas classificadas como Património Mundial pela UNESCO, Nan Madol, um centro cerimonial com restos de palácios, templos, túmulos e residências, uma autêntico museu ao ar livre daquilo que é a cultura micronésia.

Chuuk é mais um grupo de ilhas marcado pela beleza natural. Nele encontra-se uma das maiores lagunas do mundo, com um diâmetro de 42 kms. Quase todas as ilhas, nomeadamente Weno, Udot, Fefan e Tol, são habitadas e a sua beleza é tal que chegam a ser equiparadas à mítica "Atlântida".

As cascatas de Wichon, de Kepirohi, de Sipyen, as praias Sunset e James Palsis, as ruínas de Nan Madol e Lelu, os vestígios da presença militar (como o Aeroporto Velho ou a Ilha Lenger) e as montanhas de Mt. Tonaachaw e o rochedo de Sokehs são alguns dos maiores atrativos de um grupo gigante de ilhas, marcadas não apenas por tradições ancestrais, mas também por uma biodiversidade inigualável, fazendo dos Estados Federais da Micronésia um dos locais mais remotos, mas também mais calmos e misteriosos do mundo.

QRCode: Micronésia



Área: 702 km²

População: 111.000

Capital: Palikir (4.645)

Per capita (US$): 2.664

Língua: Inglês

Religião: Cristianismo