Kiribati

Ainda que um dos menores países do mundo, a República do Kiribati (1979) é o único que integra os quatro hemisférios, sendo dividido pelo meridiano oposto ao de Greenwich (o meridiano 180) e pela linha do Equador. O país é um bilhete postal da Micronésia, com largas extensões de linhas costeiras, águas azuis e tranquilas, vegetação variada e belos recifes de coral. 

Com uma sociedade algo fechada, o país não dispõe de muitas infraestruturas para o turismo, estando recomendado apenas para os mais aventureiros. A agricultura, a extração de fosfato e cálcio na mais ocidental das ilhas, a Banaba, são duas atividades importantes mas a grande fonte de receitas deste país é a pesca. Não apenas as divisas que entram dos pescadores contratados para barcos estrangeiros, mas também pelas cotas pagas por outros países para pescarem na Zona Económica Exclusiva do Kiribati, riquíssima em recursos marítimos.

O país está dividido em três grupos de ilhas e atóis: as Ilhas Gilbert, as Fénix e as Ilhas da Linha. É nas Gilbert que se localiza a capital do país, Tarawa, com cerca de 25 mil habitantes. O poder encontra-se dividido em três centros: Bairiki (com o poder executivo), Ambo (com o legislativo) e Betio (com o judicial). O atol Tarawa, assim como grande parte do território do Kiribati, é muito suscetível às mudanças climáticas e à subida do oceano, pelo que o governo pondera já comprar territórios às Fiji e deslocar a população. 

Ainda nas Gilbert, destaque para o porto de Betio e os seus vastos campos de golfe, a flora luxuriante da ilha Butaritari ou o atol Marakei, com duas metades de atol, em círculo, com uma enorme lagoa no centro. Abaiang (famosa pelas aldeias tribais), Beru, Kuria e Makin são outras ilhas e atóis deste grupo. Já o grupo das Ilhas Fénix, a sul do Equador, tem a particularidade, de integrar dois recifes: o Carondelet e o Winslow. A UNESCO decidiu classificar de Património Mundial a Zona Protegida das Ilhas Fénix, considerando-a um dos maiores ecossistemas coralinos intactos do mundo. Esta área (408.250 km2) integra 14 montanhas submersas e mais de 300 espécies de fauna, sendo 200 de coral.

As Ilhas da Linha também fazem parte da República do Kiribati, com exceção de duas ilhas do norte (Palmyra e Jarvis), tuteladas pelos Estados Unidos. Neste conjunto residem cerca de 9 mil habitantes, sobretudo em Kiritami ou ilha Christmas, o maior atol do mundo. Com uma área de 642 km2, Kiritami constitui 70% do território do Kiribati. Com praias belíssimas, lagoas e coqueiros a perder de vista, o atol é muito propício à atividade turística. Duas curiosidades interessantes deste atol: foi nele que os britânicos testaram a sua primeira bomba de hidrogénio e, além deste facto histórico, Kiritami tem a mesma hora do Hawai, mas do dia seguinte, o que faz com que o seu território tenha 26 horas de diferença horária para outras ilhas da Oceânia. Fanning (com um destino preferencial de navios de cruzeiro, Tabuaeran), Flint e Malden são outras ilhas deste grupo. 

QRCode: Kiribati



Área: 811 km²

População: 105.092

Capital: Bairiki (40.000)

Per capita (US$): 884

Língua: Inglês, Gilbertês

Religião: Cristianismo