Quénia

Quénia ? Um verdadeiro paraíso para os amantes da Natureza no seu estado mais puro. O país que serviu de cenário ao livro e ao filme ?África Minha? é o destino ideal para quem quer fazer um safari e ver a maior variedade possível de animais no seu habitat. O Quénia, independente desde 1963, tem 7 províncias e como capital a cidade de Nairobi, um dos centros mais prósperos do continente africano neste momento. Os museus da capital, a Grande Mesquita, o Parque Nacional de Nairobi e a Favela Kibera (a maior do mundo, com 2,5 milhões de habitantes) são alguns locais de interesse da capital queniana.
O nome do país advém do pico mais alto que o território alberga, o Monte Quénia, com mais de 5 mil metros de altitude. O Parque Nacional deste que é o segundo pico mais alto de África é Património Mundial da Humanidade. Inclui vários glaciares e vales e mostra claramente a evolução da fauna e da flora do país. Uma grande variedade de espécies animais pode também ser apreciada nos três Parques Nacionais do Lago Turkana, conhecidos por serem local de paragem de aves migratórias e sítio de reprodução de crocodilos-do-Nilo. Também o Largo Turkana é Património da Humanidade.
Na lista da UNESCO figuram ainda os 32 mil hectares que integram o sistema de lagos do Grande Vale do Rift. Com três lagos, Bogoria, Nakaru e Elementaita, este é o sítio escolhido por milhares de flamingos, pelicanos, mas também girafas, rinocerontes ou leões. Para os amantes do mundo animal, este é mais um sítio imperdível. Mesmo ainda não estando na lista da UNESCO, o Parque Massai Mara é talvez o mais famoso do Quénia. A enorme savana, com pântanos e bosques, está recheada de exemplares de animais e plantas, que motivam safaris a toda a hora e fazem as delícias dos turistas.
O Lago Maladi, a Reserva de Samburu, as reservas naturais em torno do lago Vitória são outros pontos de paragem para os apreciadores dos encantos da Natureza. Planícies, locais mais montanhosos, cataratas imponentes recheiam o território queniano, ainda habitado por tribos características, como os massai, os cambas ou os swahili, que mantêm ritos ancestrais.
Testemunho da tradição dos povos mais antigos são as vilas fortificadas, as kayas, que povoam as 11 florestas sagradas, Património Mundial da Humanidade desde 2008. Lamu, a mais antiga cidade swahili também consta da lista da UNESCO e é um local de rara beleza arquitetónica, com construções em coral e madeira de mangal. Ainda hoje Lamu é palco de festivais religiosos. O Forte Jesus, em Mombaça, marca a passagem dos portugueses por este território. Construído no século XVI, o forte serviu de defesa e de escala para os navegantes lusitanos. Além deste, Mombaça tem ainda outros fortes importantes, como o de Makupa.
Além do ecoturismo, o Quénia também é procurado pelos apreciadores de praias paradisíacas. Shelly, Eaa, Tiwi são algumas das mais conhecidas. Ideais para a prática de mergulho são as ilhas de Chale e Msambweni ou a ilha Wasini, famosa pelo seu jardim de coral. A Praia Diani é também ponto a assinalar no mapa do Quénia, não só pelas águas transparentes, mas também pelos conhecidos mercados masai. O Parque Nacional Marítimo de Kisire-Mpunguti e a Reserva Natural de Shimba Hills são mais dois locais a não perder num país escolhido pelos turistas e sobretudo preparado para os animais das mais variadas espécies, que o habitam e lhe dão um toque especial e único.

QRCode: Quénia



Área: 580.367 km²

População: 37.953.838

Capital: Nairobi (2.750.547)

Per capita (US$): 1.699

Língua: Inglês, Suaíli

Religião: Cristianismo