Barbados

Barbados é a mais Oriental das ilhas das Caraíbas e, portanto, uma bela porta de entrada nesta zona do Globo famosa pelas praias paradisíacas. Independente desde 1966, Barbados não foge à regra e oferece a quem a visita locais ideais para descansar, águas de um azul atraente e areias finas e douradas. Mullins, Church Point, a Baía de Paynes, as praias de Acara, Sandy, Casuriana, Silver Sands, Needham?s Point ou Dover são apenas exemplos das estâncias balneares onde os turistas podem descansar, praticar o mergulho ou optar por desportos náuticos mais radicais como o surf. Bathsheba, uma praia a Leste, é o paraíso para os surfistas, onde as ondas são tentadoras.
Numa mistura de tranquilidade e agitação, os Barbados têm todas as infraestruturas para que os turistas possam desfrutar das férias em pleno. A vida noturna é agitada, se bem que, nos últimos anos, se tem vindo a notar um aumento da criminalidade no país. Apesar deste senão, as gentes da ilha são hospitaleiras e têm para oferecer não só praias bonitas, mas também uma gastronomia variada e muito apreciada e uma cultura bem animada, onde a música tem um lugar de destaque. Está sobretudo patente no Festival Holetown, que se realiza na cidade com o mesmo nome, e que junta as sonoridades caribenhas com o artesanato e os desfiles.
Apesar dos ritmos do Caribe, nos Barbados é bem clara a presença britânica no território. Depois de espanhóis e portugueses, foram os britânicos a colonizar a ilha, daí que as marcas da cultura inglesa sejam mais que muitas e se concentrem sobretudo na capital, Bridgetown, considerada Património Mundial da UNESCO. A cidade é um testemunho rico da passagem britânica pelo local, com vários edifícios dos séculos XVII, XVIII e XIX, nomeadamente a guarnição militar, ainda bem conservada. O Parlamento, a majestosa estátua de Lord Nelson ou o National Heroes Square são locais imperdíveis nesta cidade, banhada pela Baía de Carlisle e que possui o mais importante porto do país, o Careenage. Galerias de arte, museus e igrejas são outros monumentos que podem ser visitados na cidade e arredores.
Além das cidades e das praias, a ilha tem ainda para oferecer cavernas e grutas peculiares, entre as quais se destaca a Gruta de Harrison, uma caverna subterrânea, com uma gruta repleta de estalactites, estalagmites, lagos e uma cascata. Os jardins de Andrômeda, com uma coleção de flores invejável, as plantas exóticas de Welchman Hall Guly ou o enorme maciço de pedra, que encontramos também em Guly, são mais alguns locais que merecem uma visita numa passagem por esta ilha.
Com uma fauna e flora em que se destacam evidentemente as espécies ligadas ao mar, os Barbados têm um vasto rol de atividades das quais os turistas podem desfrutar, nomeadamente os passeios nos minis jardins zoológicos, passeios de catamarã, uma caminhada pelos locais mais rurais da ilha, onde as plantações de cana-de-açúcar dominam a paisagem, ou o mergulho nas águas cristalinas, até mesmo depois do sol se pôr. O mergulho noturno de Atlantis, que ilumina o fundo do mar, é uma das principais atrações desta ilha que, apenas com 260 mil habitantes, consegue cativar milhares de pessoas todos os anos.

QRCode: Barbados



Área: 431 km²

População: 279.254

Capital: Bridgetown (98.511)

Per capita (US$): 17.610

Língua: Inglês

Religião: Cristianismo