Djibouti

Localizado no chamado Corno de Africa, o Djibouti (1977) é um pequeno país, com abertura marítima para o Mar Vermelho, o Golfo de Aden e o Golfo de Tadjoura, não sendo, por isso, de estranhar a importância do porto situado na capital, com o mesmo nome - Djibouti.

É aqui na capital Djibouti, que se encontram as principais infraestruturas do país, que não apresenta grandes condições para a atividade turística. Considerada a "Pérola do Golfo de Tadjoura," a cidade tem como atrações os antigos bazares, as mesquitas de Hamoudi e Saoudi, o Palácio Presidencial e o Parque Lagarde.
Com pouco mais de 600 mil habitantes, a capital do Djibouti exporta sobretudo café, sal, peles, legumes e cereais, sendo de realçar que o país não é rico em recursos naturais. Da capital, é possível apanhar um barco para conhecer mais dois locais de relevo: Obock, no nordeste do Golfo de Tadjoura, e Tadjourah, a ?cidade das sete mesquitas?, com um cenário pitoresco e um mar de coral, propício à prática do mergulho. As atividades aquáticas podem também ser desenvolvidas nas muitas praias do país, nomeadamente as de Siesta, Khor Ambado, Heron ou Dolareh. A não perder ainda uma visita às ilhas de Maskali e Moucha.

Uma visita ao Djibouti não dispensa a ida aos famosos lagos de sal. O Lago Assal, situado na cratera de um vulcão extinto, é o mais conhecido. A 155 metros abaixo do nível do mar, este lago é o ponto de menor altitude em África. Trata-se do lago mais salgado do mundo e tem uma profundidade de 7,4 metros. Com várias salinas, daqui saem grandes quantidades de sal para exportar mas este recurso é ainda aproveitado para outros fins. Sobretudo os turistas usam sal do Assal para tratamentos de pele e para tratar doenças nos ossos. As mesmas propriedades são encontradas no Lago Abbe, na fronteira com a Etiópia. Ligado a mais cinco lagos, este é menos profundo mas tem a particularidade de ter nas suas margens grandes colónias de flamingos rosados, sendo também um ponto de visita interessante.

Apesar de tranquilo, o Djibouti é ainda pouco explorado em termos turísticos e as estruturas de apoio são escassas. O transporte, por exemplo, é caro e quase sempre só são possíveis deslocações em veículos particulares. Com dois grupos étnicos dominantes, os Issas e os Atars, calcula-se que permaneçam no seu território 27 mil refugiados e 100 mil imigrantes ilegais, fruto do facto de este ser um país calmo numa região dominada pela turbulência.

QRCode: Djibouti



Área: 23.200 km²

População: 810.179

Capital: Djibouti (625.133)

Per capita (US$): 2.271

Língua: Árabe, Francês

Religião: Islamismo, Cristanismo