Emirados Árabes

Emirados Árabes ? Já lhe chamaram de ?Estados da Trégua? e ?Costa Pirata?, mas estes sete emiratos são difíceis de caraterizar. Diferentes entre si, os Emirados Árabes Unidos são dos países com índice de desenvolvimento humano mais elevado e um dos mais desenvolvidos do Médio Oriente. A viver um crescimento sem precedentes, em resultado dos lucros resultantes do petróleo, os emirados são também um país apetecível para os milhões e turistas que, anualmente, querem conhecer os emirados onde tudo é possível: ilhas artificiais no meio do mar, lojas que não terminam mais, os edifícios mais altos do mundo, hotéis exuberantes, parques temáticos como que tirados de sonhos.
Abu Dahbi e Dubai são os mais ricos dos sete emirados. É nelas que o petróleo é motor do grande desenvolvimento e é aí também que se concentram a maior parte das estruturas para agradar aos turistas. Menos ricos, mas também com lugares interessantes para visitar, estão os outros 5 emirados: Sharjah, Ajman, Umm Al-Quwain, Ras Al-Khaimah e Fujairah. Apesar da riqueza dos sete emirados, apenas em Abu Dahbi encontramos um local considerado pela UNESCO como Património Mundial da Humanidade, os sítios culturais de Al Ain (Hafit, Hili, Bidaa Bint Saud e as Áreas de Oásis). Trata-se de um conjunto de propriedades que atestam a ocupação humana sedentária na região desértica. Tumbas, poços, residências, torres e palácios enchem o complexo, que demonstra ainda o uso dos sistemas de irrigação aflaj, que usam água canalizada de fontes subterrâneas e nascentes.
Mas há muito mais para ver em Abu Dahbi, uma cidade onde elegantes mesquitas contrastam com arranha-céus gigantescos. Na mais rica das cidades, e capital do país, encontramos o Cornish de Abu Dahbi, um conjunto de parques e fontes, que é um marco da metrópole cosmopolita. A catedral da cidade, as praias, as marinas, os museus, os seus bairros e mercados também são famosos e atrativos para os turistas. Realce-se que já está em andamento mais um projeto megalómano para Abu Dahbi, a ?Ilha da Felicidade?, que deve ficar concluída em 2018. Habitações, hotéis, escritórios, mas também parques de lazer e até mini museus de Louvre ou Guggenheim vão habitar este pedaço de terra, que vai fazer concorrência às ilhas artificiais do Dubai, o mais conhecido dos emirados.
Chamado de ?Pérola do Golfo Pérsico?, o Dubai é um local surreal. Palm Island, a ilha artificial em forma de palmeira é uma das maiores atrações da cidade. Não tarda outras ilhas do género vão fazer-lhe concorrência, nomeadamente a Ilha em forma de planeta. Este emirado conta também com centros comerciais gigantescos, o maior edifício do mundo, Burj Dubai, os mais famosos hotéis do mundo, uma bela mesquita (Jumeirah), que revela a moderna arquitetura islâmica, mercados de todas as formas e feitios, locais para corridas de camelos, parques temáticos com quilómetros de dimensão e o belo Museu do Dubai, localizado dentro do Forte Al Fahidi. Na zona mais antiga da cidade, e menos megalómana, podemos encontrar outros tesouros. Um passeio pelo canal é uma das melhores formas de conhecer o local e chegar, por exemplo, a Bastakiya, com as suas torres de vento.
Saindo da área onde o petróleo é rei e senhor chegamos ao mais pequeno dos emirados, Ajman. Com belas povoações agrícolas, este emirado tem recebido inúmeros habitantes vindos dos emirados vizinhos, o que se tem refletido num crescimento explosivo de algumas atividades, nomeadamente da construção civil. Sharjah é a Capital Cultural do país e conta, além do seu território, com três ilhas. Tem para oferecer aos visitantes vários museus, mesquitas imponentes, amplos oásis e o belo Porto Khalid. Ras-Khaimah, na fronteira com Omã, carateriza-se por ser a casa de várias universidades estrangeiras. Já Umm Al-Quwain tem no Falaj al-Mualla, um oásis natural e exótico, um dos principais atrativos. Fujairah é dos locais ideais para a prática de desportos aquáticos e para o campismo, já que conta com atraentes locais tanto no litoral como nas zonas mais montanhosas. A cidade histórica de Dibba al-Fujairah e a aldeia de Bidiya (com a mesquita de quatro cúpulas) são outras atrações deste emirado.
Apesar das diferenças que os caraterizam, a verdade é que nos Emirados Árabes tudo parece possível. Construções que nem imaginamos podem tornar-se realidade. Algumas já existem, outras estão a ser construídas e outras ainda projetadas. O país cresce de modo frenético e a própria velocidade a que se constroem edifícios, ilhas e praias é um chamariz para os turistas que, a par do petróleo, fazem a riqueza deste conjunto de emirados, onde tudo que possa parecer loucura pode, rapidamente, tornar-se realidade.

QRCode: Emirados Árabes



Área: 83.600 km²

População: 6.000.000

Capital: Abu Dhabi (896.751)

Per capita (US$): 55.028

Língua: Árabe

Religião: Islamismo