Síria

A viver um momento de instabilidade e conflito armado, a Síria (1946) ainda não conseguiu sair em paz da chamada ?Primavera Árabe?, que assolou alguns países asiáticos nos últimos dois anos. Localizado no sudoeste asiático, o país tem uma História de ímpar riqueza, tendo sido ponto de passagem de diferentes povos e impérios. Com 14 províncias, a Síria tem um território geograficamente variado que mistura o deserto, os vales e a costa mediterrânica.
Além do petróleo e do gás natural, grande parte da riqueza do país advém da atividade turística, propiciada pelos inúmeros vestígios do passado deste território. Seis deles são Património Mundial da UNESCO. A cidade antiga de Damasco, capital do país, é um deles. Cercada por uma muralha romana, inclui várias mesquitas com destaque para a Umayyad, o Palácio de Azem, a Capela de São Paulo, o Mausoléu de Saladino e muitos outros monumentos. A cidade antiga de Bosra também é um local imperdível sobretudo pelas ruínas do teatro romano, mesquitas, colunas e banhos. O mesmo acontece na cidade antiga de Aleppo, com uma grande mesquita, vários palácios e pousadas onde os viajantes costumavam descansar na peregrinação para Meca.
Classificadas pela UNESCO estão ainda as antigas vilas do Norte da Síria, onde repousam ruínas da Antiguidade e do período Bizantino, como templos, banhos e restos de sistemas hidráulicos. O Krac dos Cavaleiros, um forte construído sobre um maciço rochoso que foi classificado por T.E. Lawrence como o ?castelo mais admirável do mundo?, e o Qal?at Salah El-Din, um fortaleza onde Saladino costumava refugiar-se, são mais dois tesouros turísticos do território sírio. Já em pleno deserto, podemos encontrar mais uma preciosidade da Síria e que é um dos destinos turísticos de eleição, Palmira, uma antiga cidade num oásis. Construída num local estratégico, Palmira foi local de passagem de várias caravanas ao longo de séculos. As ruínas da cidade são fascinantes, nomeadamente as do templo de Bel.
Voltando a Damasco, à parte mais moderna da cidade, esta inclui diversos museus, que retratam a História do país, mercados coloridos e dinâmicos, as calmas margens do Rio Barada ou cafés interessantes, onde se pode apreciar um dos produtos mais consumidos, o chá. Já nos arredores da capital, destaque para Malula e Jabadin, onde ainda se fala o arameo, a língua de Jesus, e Seydnaya, situada num cume montanhoso e que é um local de peregrinação. Já mais a Sul, encontramos a cidade de Suweida, onde se podem encontrar palácios, templos, banhos, arcos e um teatro.
No Noroeste e na Costa Mediterrânica, além da cidade de Aleppo (a mais populosa), com todo o Património já mencionado, encontramos também Lataquia, com um porto, embora pouco dinâmico. Ugarit e o Castelo de Saladino são as atrações do local. Obrigatória é também a passagem por Qala At Al-Marqab, que conta com um castelo muçulmano, de cujas torres se avistam os vales verdejantes, de um lado, e o Mar Mediterrâneo, do outro. Cheio de atrações turísticas está também a cidade de Tartus, com castelos, museus e vários vestígios históricos. A pequena ilha de Arwad, que foi um importante local de comércio marítimo, é de fácil acesso a partir desta cidade.
Além dos lugares marcadamente importantes na História do país, Homs e Hama, mais duas cidades, têm como atrativo as gigantes rodas de água, feitas em madeira e que se aglomeram na paisagem. Também valem uma visita. O mesmo acontece com a zona desértica do país, onde em vez de camelos, se encontram mais facilmente os enormes poços que garantem o abastecimento de água das regiões mais próximas. As margens do afluente do Eufrates, o Kabur, também contam com locais interessantes para visitar, como Raqqa, com o seu porto e a Torre do Relógio, ou Halabiya e Zalabiya, onde é notória a mistura de culturas, de que também vive este país. 
Apesar das riquezas que preserva e do facto de ter a mais antiga cidade habitada continuamente (Damasco), a Síria vê-se hoje obrigada a olhar noutra direção. Uma guerra civil está instalada no país e ainda se desconhece que desfecho terá o conflito, para todo o património e sobretudo para as suas gentes.

QRCode: Síria



Área: 185.180 km²

População: 19.747.586

Capital: Damasco (1.711.000)

Per capita (US$): 4.499

Língua: Árabe

Religião: Islamismo