Coreia do Sul

A Coreia do Sul (1945), chamada a Terra da Manhã Calma, é uma das civilizações mais antigas do Mundo. Localizada na península coreana a sul do paralelo 38, está rodeada pelos mares Amarelo e do Leste. O desenho da bandeira Coreana - Taegeukgi, simboliza os princípios do Yin e Yang da filosofia oriental. Cada trigrama representa um dos quatro elementos universais: Céu, Terra, Fogo e Água. São elementos que se encontram neste país, que está nos antípodas da outra Coreia, a do Norte.
Atualmente, este país é considerado a maior economia dos Tigres Asiáticos, e a quarta maior da Ásia. A sua capital - Seoul é uma das dez cidades mais influentes da finança mundial e uma das mais atrativas para os jovens que procuram uma oportunidade de trabalho no continente asiático. Esta metrópole, com uma extensa área urbana, densamente massificada, consegue misturar de forma cativante edifícios modernos, de entre os quais se distinguem o World Trade Center, a Torre de Seoul, o Namdaemun e a maior Igreja Pentecostal do Mundo, com numerosos, belos e tranquilos jardins, o que demonstra um enorme respeito pelo meio ambiente e pela Natureza. A beleza da capital sul coreana pode ser apreciada, por exemplo, a bordo de um veleiro no Rio Han.
Apesar do desenvolvimento bem patente, as marcas de um passado histórico riquíssimo também são bem claras. Destaque-se que são 9 os monumentos considerados Património Mundial da Humanidade pela UNESCO. Em Seoul encontra-se o Palácio de Changdeokgung, um complexo deixado pela Dinastia de Choson, dentro de um parque verdejante. Ainda na capital destaque para o Templo Haeinsa, um templo budista, que guarda o Tripitaka Koreana, a mais completa coleção de textos budistas, gravados em 80 mil blocos de madeira. Também deixado pela Dinastia Choson temos o Santuário Jong Myo, o mais velho e autêntico dos santuários confucianos.
Ruínas e templos, palácios e belas estátuas podem também ser observados nas Áreas Históricas de Gyeongiu, local de destaque do Reino Silla. Outro local imperdível é o complexo de dolmens de Gochang, Hwasun e Ganghwa, que datam do I Milénio A.C. Sepulturas e marcas dos rituais da época podem ser admirados neste complexo que se espalham pelos três locais. A Dinastia Joseon também deixou belos monumentos ao país, dos quais se distinguem três em especial: os interessantes túmulos dos elementos principais da dinastia, as vilas históricas de Hahoe e Yangdong e o Forte Hwaseong, um edifício que combina elementos ocidentais e orientais.
Outro local a destacar é a Gruta Seokguram e o Templo Bulgusksa, uma gruta nas encostas do Monte T?oham, onde se destaca uma imagem de Buda olhando o Mar, além dos muitos altos e baixos relevos de deuses e dos seus discípulos. De não perder ainda a Ilha Vulcânica de Jeju e os Tubos e Lava, locais onde antes fervilhava magma e que, hoje, são cavernas vazias escavadas nas montanhas. A fauna e flora no local, Património Mundial, também são de admirar.
Outro aspeto caraterístico deste país é a sua culinária que utiliza uma grande variedade de carnes, peixe, verduras, legumes silvestres e alimentos fermentados e fritos, entre os quais as ppeondaegi, deliciosas larvas de bicho-da-seda. O chá é também parte importante da gastronomia nacional, e a cerimônia do chá é uma das tradições mais arreigadas da população. Os chás do país são normalmente preparados com cereais, ervas medicinais, sementes e frutos. 
Preservando a história e a cultura tradicional, a Coreia do Sul é hoje uma nação moderna e vibrante, fruto do desenvolvimento milagroso dos últimos cinquenta anos. Trata-se de um país totalmente diferente da vizinha Coreia do Norte e um local mágico, onde o passado e o futuro se cruzam de modo delicioso. É, sem dúvida, um ponto de paragem obrigatório para quem quer conhecer uma Ásia desenvolvida e, ao mesmo tempo, cheia de História.

Ver post, fotos e livro.

QRCode: Coreia do Sul



Área: 99.720 km²

População: 48.636.068

Capital: Seoul (9.708.483)

Per capita (US$): 23.749

Língua: Coreano

Religião: Irreligião e Budismo