Kuwait

O petróleo é talvez o fator mais decisivo na vida do Kuwait, um país localizado na Península Arábica, entre a Arábia Saudita e o Iraque. Desde que o petróleo foi descoberto no país, em 1930, o crescimento foi galopante. Mas se o dinheiro começou a entrar no país, também os conflitos se começaram a aproximar. Em 1990, o país entra em guerra e muitos dos principais poços de petróleo foram incendiados. A Guerra do Golfo ainda hoje deixa marcas no país e nas suas gentes que, apesar de tudo, são afetuosas e hospitaleiras.
Para conhecer este episódio mais negro da história do país, nada como percorrer a chamada ?Autoestrada da Morte?, a estrada 80, que liga o Kuwait à fronteira com o Iraque e ondem durante a guerra, se deram graves confrontos entre as tropas dos dois países. Na cidade de Al Shuwaikh, com um a zona histórica muito interessante, encontra-se também o Museu Memorial da Guerra do Golfo onde se pode aprender mais sobre este conflito gerado pela febre do ?óleo da terra?, o petróleo. Também na cidade de Bayan podem observar-se ainda marcas da guerra.
Com 9 ilhas, sendo que apenas uma é habitada (Failaka), o Kuwait é um dos países com maior índice de desenvolvimento humano do mundo árabe, sendo que a capital, a cidade do Kuwait, é a quinta maior reserva de petróleo do mundo. O campo de Bungan, por exemplo, tem uma capacidade de 70 biliões de barris. Mas, além do petróleo, há muito mais para descobrir na cidade do Kuwait, banhada pela Baía do Kuwait, um porto natural de águas profundas. O Museu Nacional, a Torre da Libertação, a Casa Sadu (onde se pode admirar a arte beduína), o Palácio Sief, a Grande Mesquita, as Torres do Kuwait (belas de admirar tanto de dia como à noite), o Museu Tariq Rajab (cento da arte islâmica), as portas da Velha Cidade ou o Souq Al-Mubarakeya são as principais atrações para os turistas que, até há bem pouco tempo, não eram bem vistos no país. O turismo estava circunscrito apenas aos negócios, mas a política inverteu-se e, hoje, tentam-se criar estruturas para acolher turistas, nomeadamente na capital e na faixa costeira do país.
Doha, uma vila de pescadores com um porto é outra cidade interessante para conhecer no Kuwait, assim como Al-Jhra, uma cidade industrial, em que se destaca um monumento importante, o Forte Vermelho. A Sul do país fica Al-Ahmadi, um importante centro petrolífero, onde se pode conhecer o Centro de Exposições ligado ao refinamento de petróleo. Os jardins públicos dão um tom mais leve a esta região e a todo o país, constantemente vitimado por tempestades de areia. Quanto à fauna e à flora, registam-se sobretudo espécies que sobrevivem num ambiente desértico como é o do Kuwait, com exceção das ilhas.
Um belo passeio pode ser feito de barca até à ilha de Failaka, um território de enorme importância arqueológica, com uma história que remonta à Idade do Bronze e que ainda apresenta marcas das várias civilizações que por ali passaram, como a Dilmon ou a Helenística. Também se consegue chegar facilmente à maior ilha do país, Bubiyan, que está ligada ao território continental por uma ponte com mais de 2 kms.
No que toca à cultura do país, o Kuwait tem algumas celebrações importantes, entre as quais se destaca a ?Hala?, que significa ?Olá?. A festividade acontece em Fevereiro e é uma espécie de Carnaval em que as pessoas saem à rua vestidas e pintadas com as cores da bandeira do país. Trata-se de um evento que chama muitos turistas ao país e que dá um colorido diferente a um país com um passado tristemente negro.

QRCode: Kuwait



Área: 17.818 km²

População: 2.596.799

Capital: Cidade do Kuwait (2.100.000)

Per capita (US$): 38.984

Língua: Árabe

Religião: Islamismo