Japão

Terra do Sol Nascente, o Japão é um país vasto, que compreende 6852 ilhas, sendo Honshu, Hokkaido, Kyushu e Shikoku as maiores e aquelas onde se podem encontrar os mais dinâmicos centros urbanos. Pólo de um desenvolvimento económico e tecnológico quase ímpar, o antigo reino dos Samurais é um país cheio de atrações turísticas, fruto de uma cultura diversificada e cheia de pormenores interessantes, que se refletem nas cidades, nos monumentos, nos jardins e nos díspares modos de vida das populações. 
Tóquio é a capital do país e a sexta cidade mais visitada por turistas no mundo. A metrópole, que compreende 23 bairros, 26 cidades principais, 5 secundárias e 8 vilas, tem inúmeros pontos de interesse, de entre os quais se destacam a famosa Torre de Tóquio, o Palácio Imperial do Japão, os muitos templos budistas, os jardins tipicamente japoneses, a ponte Nijuu Bashi ou o Parque Ueno. Se a atual capital merece visita, também a velha não dispensa uma passagem. Quioto (cenário da assinatura do protocolo que define as emissões de gás com efeito de estufa), no Centro Sul do país, é uma cidade também bela, onde os templos têm papel principal. Feitos de madeira, pintados de dourado, prateado ou com belos jardins em pedra, a cidade é ainda palco de inúmeros festivais anuais.
Com vista para várias cidades da principal ilha japonesa está o Monte Fuji, cujo pico mais elevado se eleva a 3776 metros. Gotemba, Fuji-Yoshida e Fujinomya são as três cidades que envolve o monte, visitado anualmente por visitantes e alpinistas. Sendo um vulcão ativo, o risco de erupção é baixo o que torna este um dos locais mais apetecíveis do país. Na base da montanha encontra-se Aokigahara, uma região recheada de cavernas que não degelam mesmo no Verão. São muitas as lendas que habitam este local, rodeado de misticismo e onde, curiosamente, se dão inúmeros suicídios todos os anos.
Místicas também são as florestas e as montanhas que habitam as ilhas japonesas. Com uma fauna e flora riquíssimas encontramos as Ilhas Ogasawara, Shirakami-Sanchi (com os últimos vestígios da floresta virgem fria), Shiretoko (onde os ecossistemas marinho e terrestre se coadunam de forma perfeita) e Yakushima (onde se encontram as famosas árvores Sugi). Todos estes locais são Património Mundial da UNESCO e pontos de visita de relevo para os admiradores da beleza natural, que encontram no Japão um paraíso, sobretudo no que toca à observação de espécies endémicas.
Mas se há bilhete-postal que todos associamos ao Japão são os famosos templos, com pagodes de madeira e de uma beleza única. Belos exemplares são Himeji-jo, um complexo palaciano com 82 edifícios, os Monumentos Budistas de Horyu-ji (em Nara), que integram as mais antigas construções em madeira do mundo, o Santuário Itsukushima Shinto (sujeito a apertadas regras de segurança), os Templos e Santuários de Nikko e os locais sagrados e rotas de peregrinos na Montanha Kii. A evolução da arquitetura japonesa pode ser constatada em mais dois locais considerados Património Mundial, a zona histórica do Antigo Quioto e a zona histórica da Antiga Nara. As histórias guardadas ao longo de 500 anos do Reino Ryukyu podem ser vistas nas ruínas dos castelos, templos e habitações. Pela peculiaridade das casas, feitas de madeira e plantas de arroz, também as vilas de Shirakawa-go e Gokayama constam da lista da UNESCO. Na mesma lista está, apesar das dúvidas de alguns peritos, a Mina de Prata Iwami Giuzan.
A força das diferentes religiões está bem patente em todos os sítios referidos mas a UNESCO não esqueceu também um dos episódios mais tristes e avassaladores da História do Japão, as bombas atómicas. Hiroshima e Nagasaki são locais marcados pela tragédia mas que vale a pena conhecer. O Memorial de Hiroshima, também chamado de Cúpula da Bomba Atómica, é também Património Mundial, e está inserido num parque onde vários monumentos relembram as consequências da explosão nuclear, que despoletou a II Grande Guerra. Apesar de pesado, os japoneses conseguiram transformar o memorial num local mais leve, onde abundam as águas calmas do rio e os muitos jardins, onde crianças brincam, mulheres passeiam vestindo os famosos kimonos e se misturam pessoas totalmente diferentes, com quotidianos bem distintos e que também contribuem para a riqueza sociocultural do país do Sol Nascente.

QRCode: Japão



Área: 377.873 km²

População: 127.433.494

Capital: Tóquio (8.483.050)

Per capita (US$): 45.774

Língua: Japonês

Religião: Budismo e Xintoísmo